Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu, António

Um encontro profundo entre as minhas viagens e a escrita, é o motivo para partilhar o que me faz feliz, com todos vocês.

Eu, António

Um encontro profundo entre as minhas viagens e a escrita, é o motivo para partilhar o que me faz feliz, com todos vocês.

E se eu não sentir mais o amor?

Um dia o amor pode faltar-me. O amor pode escapar-se por entre o nada que vaguei na minha mente quando me esqueço que quero voltar a amar. O amor pode perder-se no caminho de volta para o meu coração e eu posso não voltar a senti-lo. 
Hoje é o dia em que o amor me falta, e são as palavras que me restam para o recordar, recordar os breves momentos de felicidade que consegui obter com este tão puro e genuíno sentimento quando este é verdadeiro. 
Um dia o amor pode perder-se. 
Hoje estou numa completa solidão com falta de amor para amar, com falta de amor para poder sentir-me, sentir-me na mais singela melodia ao ouvir o bater do meu coração apaixonado. Existe uma diferença entre um coração apaixonado e um coração sem nada, hoje o meu coração está sem nada e sinto uma dor fininha que me aperta para longe da razão da vida, amar! 


António Vieira Da Silva