Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu, António

Um encontro profundo entre as minhas viagens e a escrita, é o motivo para partilhar o que me faz feliz, com todos vocês.

Eu, António

Um encontro profundo entre as minhas viagens e a escrita, é o motivo para partilhar o que me faz feliz, com todos vocês.

Garante-me um lugar... Leva-me para longe daqui onde te possa...

Um trago de meia-noite aliviava a minha dor cansada, uma dor sofrida, talvez, que me acompanha ao devorar a madrugada. Meio trago a seguir e quase te esqueço, dormito entre a lua e a Terra, sonho contigo e com o teu sorriso nos meus pensamentos, quase adormeço. 
Noite bela, noite singela sem preço sem lugar onde possas existir sem murmúrio que não possas ouvir, vem, abraça-me de mansinho, descobre bem o meu caminho noite bela onde sem medo eu posso sorrir! 
Garante-me um lugar noite, garante-me um lugar bem ao teu lado para que possa dar a mão, para que possa sentir-te, sim, eu só te quero sentir, eu só te quero deslumbrar e ao mesmo fazer o tempo parar! 
O teu olhar está em mim, noite, noite, noite, meu amor, cuida por favor de mim leva-me para longe daqui, para um lugar onde te possa sentir, onde te possa beijar, um lugar onde a noite nunca vai terminar! 

 

António Vieira Da Silva