Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu, António

Um encontro profundo entre as minhas viagens e a escrita, é o motivo para partilhar o que me faz feliz, com todos vocês.

Eu, António

Um encontro profundo entre as minhas viagens e a escrita, é o motivo para partilhar o que me faz feliz, com todos vocês.

Um Sorriso No Teu Olhar!

Sabemos que nada acontece como planeamos, as pessoas dizem que devemos sonhar, mas onde os sonhos podem alcançar?
Sabemos que podemos amar, amar sem limites, dizem que podemos amar incondicionalmente, mas onde posso encontrar a forçar para fazer corar a profundeza do teu sorriso, a profundeza do teu olhar quando me olhas, e me chama amor.
Sabemos que nada acontece por acaso e se o acaso existisse, não teria coragem para escrever sobre ti, não teria coragem para escrever sobre estes acasos em que um simples olhar, fala mais que uma multidão vibrando num concerto qualquer.
Não podes ser um acaso, quer dizer, o teu sorriso não pode ser apenas um acaso. Mas e se for? Não pode ser, e não pode ser porque não quero acreditar nisso, prefiro passar a eternidade deste amor olhando para o teu sorriso, e pensar que não és um acaso, foste e és uma pequena molécula do universo que conspirou para que um dia nos juntássemos num só ser, num só corpo, num só sorriso despido de um amor que nos marca, que nos faz ser diferentes do acaso que é viver neste mundo.
Sabemos que nada acontece como planejado, e o mundo grita-nos ao ouvido todos os dias dizendo como devemos ser, eu grito de volta ao mundo dizendo que nada é por acaso e por mais voltas que o mundo dê, nunca ninguém vai conseguir arrancar o mistério do teu sorriso de mim, nunca ninguém vai conseguir reflectir o amor que tu reflectes sempre que olhas para mim.

 

António Vieira Da Silva

OLHAR--1.JPG